>>Colecione moedas e cédulas do Brasil e do Mundo!!! Venha ser um colecionador...

Glossário

Alpaca
Liga metálica de níquel, zinco e cobre, também conhecida por metal branco, prata níquel e argentão.

Anverso, verso ou face
É o lado principal da moeda. Representa quase sempre a entidade emissora. Geralmente é a face constituída pela figura do soberano ou chefe de estado do País emissor. Na gíria popular designa-se por «cara».

Bordo(a)
É o lado da moeda visto na vertical, que pode ser lisa, serrilhada, ornada ou com legendas. Colocado no intuito de impedir o seu cerceamento e local de aferição do diâmetro da moeda.

Bronze
Liga bastante dura de cobre e estanho, que pode conter zinco e outros elementos.

Campo
É todo o espaço central de uma e outra face.

Carimbo
Marca aposta por órgão emissor com finalidades diversas, tais como: aproveitamento em outro padrão monetário, alteração de valor, restrição em área de circulação, etc.

Cerceamento
Ação fraudulenta de remossão de pedaços ou redução de peso no caso das moedas feitas com ligas ou metais preciosos .

Conto de Reis
1.000.000 Réis (1:000$000)

Contorno
Orla em que se encontra a legenda.

Cunho
Peça em metal, normalmente em aço temperado, cuja superfície se acha gravado o desenho invertido da moeda que se vai cunhar; com ele se imprime a gravura nos discos metálicos.

Cunho umbigado
Diz-se quando é possível ver parte do desenho do anverso de uma peça no seu reverso ou vice versa. Este efeito é devido a batida de um cunho contra o outro sem o disco interposto, fazendo com que os caracteres de um marquem o outro. Estes caracteres são repassados de forma invertida às moedas cunhadas posteriormente. Efeito fantasma ou Cunho umbigado. Anverso no reverso ou reverso no anverso são outros nomes.

Cupro-níquel
Liga moderna, muito dura, de cobre e níquel, resistente ao desgaste e à corrosão.

Disco Metálico
Diz respeito ao círculo metálico antes da cunhagem.

Dístico:
Cada uma das inscrições que constituem o texto da moeda metálica. Pode indicar o valor, o emissor, o fabricante, a data etc.

Dobra
12.800 Réis (12$800)

Dobrão
20.000 Réis (20$000)

Efígie
Representação ou imagem de pessoa. Figura de pessoa importante representada em moeda ou medalha.

Emissor
País ou entidade oficial responsável pela colocação do dinheiro em circulação.

Ensaio monetário
Moeda cunhada para modelo ou amostra, confeccionada, muitas vezes, em metal diverso do escolhido para a peça definitiva.

Eixo
Linha reta, real ou imaginária, em torno da qual um corpo efetua ou pode efetuar movimento de rotação.

Eixo horizontal (EH) - Eixo de moeda
Considera-se que uma moeda tem eixo horizontal quando ao rodarmos a moeda esta apresenta a outra face invertida em relação à que primeiro foi visualizada. Atualmente só são cunhadas moedas de eixo horizontal, contudo surgem por vezes moedas de eixo vertical, normalmente por deficiências de cunhagem, o que as torna rapidamente valorizadas, por se tratarem de moedas muito raras e com uma procura muito elevada.

Eixo vertical (EV) - Eixo de medalha
Considera-se que uma moeda tem eixo vertical quando ao rodarmos a moeda esta apresenta a outra face na mesma posição relativamente à que foi visualizada em primeiro lugar. Assemelha-se a uma "Medalha".

Era
Antiga expressão para designar "DATA", que aparece na moeda metálica fabricada antes de 31.05.1974 (Voto CMN 381/74 - Sessão 229).

Escudete
Carimbo unifacial em forma de um pequeno escudo com a finalidade de alterar o valor da moeda

Exergo
Local inferior do campo, onde geralmente encontra-se a data e a letra monetária.

KM
Classificação numérica das moedas, por país emissor, adotada por Krause e Mishler.

Legenda
Palavra ou conjunto de palavras que ocupam a orla da moeda e indicam painel, efígie ou "portrait".

Letra Monetária
Letra ou sinal que indica a casa da moeda onde foi cunhada.

Listel
Círculo saliente na circunferência das moedas.

Moeda Comemorativa
Moeda metálica, de cunhagem limitada, lançada em circulação em comemoração a eventos importantes.

Moeda Recunhada
É a moeda que passa por outro cunho, para que seja alterado o tipo, o valor etc., e muitas vezes a nacionalidade.

Módulo
É o diâmetro da moeda.

Mossa
Vestígio de pancada na moeda, deformação.

Numismática
Ciência que estuda as cédulas, as moedas e as medalhas.

Orla
Parte da moeda que contorna os motivos e que, geralmente, traz a inscrição que determina a origem, nomes, especificidades do país, comemorações, etc.

Pataca
320 Reis

Patacão
960 Reis

PÁTINA
Resultado da oxidacão do(s) metal(is) usado(s) na cunhagem da moeda e que surge com o passar dos anos.

"Portrait"
Efígie que retrata uma personalidade.

Proof
Sistema de cunhagem com espelhamento no fundo e fosqueamento na figura da moeda

Prova

São as primeiras moedas cunhadas para se testar o cunho

Rebordo (borda revirada)

Limite extremo da face da moeda, onde é ligeiramente mais alto que as figuras, para impedir o seu desgaste rápido, contorno pelo qual se afere a espessura da moeda.

Reverso
Face oposta ao anverso. Representa o valor facial da moeda, ou seja, o seu valor fiduciário. Normalmente nesta face as moedas apresentam uma coroa, nome que se atribui na gíria popular.

Reverso Invertido
Diz-se do reverso da moeda quando a sua posição é contrária ao que foi determinado oficialmente.

Serrilha
Acabamento trabalhado do rebordo da moeda, destinado a impedir o cerceio (raspagem).

Sigla
É um monograma com as iniciais do gravador.

Terceiro lado
A borda (rebordo) da moeda também é chamada de terceiro lado.

Título
É o grau de pureza ou teor do respectivo metal em que a moeda foi cunhada. Geralmente aplicado a metais nobres como: prata, ouro, etc.

Tostão
80 Réis - período Colonial e Imperial
100 Réis - Moeda em cupro-níquel emitida entre 1917 a 1932

Valor intrínseco
Valor do metal de que é feita a moeda.

Valor Legal ou Valor Facial
É o valor dado por lei para que com ela circule.

Vintém
20 Réis